Uber A, AD, quem sois vós? 

Ultimamente ando focada nas discussões de fóruns e páginas de Pretty Little Liars. Comecei a ver a série em janeiro desse ano depois de umas várias doses de outros suspenses, resolvi encarar o suspense das patricinhas que até então eu tinha preconceito. Mas PLL é legal, não são as Gossip Girls brigando por causa de garoto, são personagens que dá pra se defender e torcer por cada uma, até mesmo pela primeira vilã da história, a Mona Vanderwall. 

Fãs da série bem sabem que só nos resta agora dois episódios 😦 cada um revelando duas verdades: quem matou Cece Drake? E a última e melhor de todas, quem é Uber A. 

Conforme a autora nos revelou em entrevistas, Uber A esteve presente desde os primórdios da série, e todas as respostas estarão no último capítulo. Será que os furos da série também serão explicados, coisas do tipo: por que a Jessica enterrou a própria filha para defender a sobrinha, antes de checar se ela realmente estava morta? (que espécie de mãe é essa, nunca fui com a cara dela mesmo, prefiro Mary Drake).  

Plus: no novo sneak peak da série a Mona está puta da vida porque “sempre roubam o jogo dela”. Isso me leva a entender que alguém vinculado ao Radley teve acesso a esse jogo, além da Cece. Portanto, minha teoria de que AD controla o jogo todo desde o início furou. Daí,  volto a acreditar que AD tem a ver com Melissa Hastings e Wren. Ambos aparecem nos primeiros episódios, e Wren trabalha no Radley na mesma ocasião que Mona está internada e Cece faz suas visitas. Melissa, vez por outra aparece, e depois some sem dar explicação. Wren, em sua última aparição, foi numa cena triesquisita com (a suposta gêmea de) Spencer. 

Há quem diga que Melissa matou Cece. Saberemos disso próxima terça, mas minha aposta é em uma das liars. Até porque: se elas não tinham culpa no cartório, pra que forjar tanto álibi (não é, dona Hanna e dona Aria?)??? 

Outro furo que quero explicação: por que o Ezra pôs a carreira e a liberdade em risco, pra escrever um livro sobre a Alison? Sim, não esqueci que ele já havia descoberto que Alison era menor, e consequentemente já saberia também que suas amigas seriam da mesma idade e certamente estudariam na mesma escola que ela, e onde ele daria aula. Então o senhorito acha de se engraçar com uma de suas alunas só pra investigar? Oi? Tanto que a Aria quando descobriu tudo ficou P e resolveu escrever aquele report contando uma das piores versões possíveis da história, que poderia colocá – lo na cadeia. Isso ainda me faz desconfiar dele, além dos sumiços nesta última temporada pra ir atrás da noiva dada como morta…. Tudo muito mal explicado. Seria Ezra AD? 

A última temporada finalmente começou a tomar rumo a partir do episódio 18, e parar de enrolar com as frescurites do bebê Emison (que encheu o saco em 80% dos últimos episódios). Detective Furey parece que também sumiu,  foi devolvido à prefeitura de Salvador, pois se preocupava muito em manter seu penteado. Com isso a Tanner está de volta. Apesar de fdp, melhor ter uma mulher à frente das investigações, pelo menos não surgem flertes desnecessários com as liars, que já vão muito bem, obrigada, com seus pares. Não deixo de comentar a cena mais absurda do ep, AD tocando fogo num celular À DISTÂNCIA, o que me fez chorar de rir. 

Vamos agora esperar pelas revelações, e rezar pra que os furos  sejam realmente respondidos. E pra que AD não seja Caleb, porque a atual família Marin-Rivers é a minha “mais querida” de PLL. 

Anúncios